Quarentena aumentou os sintomas da fibromialgia

Dor em todo o corpo, principalmente nos músculos, cansaço, sono não restaurador (a pessoa acorda cansada) e outros sintomas, como alterações na memória, atenção e depressão. Eles podem ser sinais de fibromialgia. Embora a doença seja comum, é diagnosticada apenas em 5% dos pacientes. Reumatologista Dr. Dra. Rafaela Gonçalves, que participou do programa Jota Ferreira nesta quinta-feira (23).

Segundo o especialista, de cada 10 pacientes com fibromialgia, cerca de nove são mulheres e a razão para isso acontecer é desconhecida. “Parece não haver relação com hormônios, pois a fibromialgia afeta as mulheres antes e depois da menopausa”, disse ele.Segundo o médico, a fibromialgia geralmente aparece em pessoas com idades entre 30 e 60 anos. E que o diagnóstico da doença às vezes é atrasado porque pode ser confundido com outras doenças mais comuns. “Não há teste para a fibromialgia detectar imediatamente”, disse ele.

Vários estudos estão em andamento para descobrir por que a fibromialgia e quais tratamentos usar. E, de acordo com a reumatologista Rafaela Gonçalves, o número de pacientes com suspeita de doença aumentou na pandemia. Porque muitos estão estressados, em dificuldade e não mais se exercitam.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *